12 dicas úteis para poupar electricidade | homify | homify
Error: Cannot find module './CookieBanner' at eval (webpack:///./app/assets/javascripts/webpack/react-components_lazy_^\.\/.*$_namespace_object?:3566:12) at at process._tickCallback (internal/process/next_tick.js:189:7) at Function.Module.runMain (module.js:696:11) at startup (bootstrap_node.js:204:16) at bootstrap_node.js:625:3

12 dicas úteis para poupar electricidade

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
by Esboçosigma, Lda Мінімалістичний
Loading admin actions …

Poupar electricidade serve dois propósitos importantes: a preservação do ambiente e a redução dos gastos ao fim do mês. No dia-a-dia, nem sempre nos lembramos, por exemplo, de ir apagando as luzes atrás de nós ou de escolher lâmpadas de baixo consumo. Estes e outros maus hábitos, para além de serem nefastos para o planeta, acabam por nos prejudicar a nível pessoal, o que é evitável já que há uma miríade de práticas que podemos introduzir na nossa rotina para sermos pessoas mais responsáveis.

E se nem sempre as mudanças - sejam elas grandes ou pequenas – nos parecem convenientes, não temos dúvidas de que esta é para melhor, mais não seja porque Portugal tem a segunda electricidade mais onerosa da União Europeia. Aliás, aos portugueses, cada 100kWh custam em média 28 euros.

Hoje, partilhamos consigo 10 dicas úteis, e que pode incorporar no seu dia-a-dia, para poupar electricidade.

Saiba quais são.

​1. Use lâmpadas de baixo consumo

Comece por substituir as lâmpadas tradicionais por lâmpadas de baixo consumo. As lâmpadas LED, por exemplo, são mais eficientes em termos energéticos e duram muito mais. É certo que são mais caras do que as lâmpadas normais, mas a diferença não é assim tão avassaladora, para além de que o investimento se recupera rapidamente com a energia que se poupa. No mais, as LEDs não contêm mercúrio, existem em diferentes cores, são robustas e duram até 8 a 10 anos.

​2. Desligue as luzes!

Tão simples quanto isto, não é? Esta é a forma mais fácil de poupar electricidade. Comece a reparar na quantidade de candeeiros que estão ligados ao mesmo tempo. Precisa de todos? Se calhar, não. Não se esqueça, ainda, de desligar a luz sempre que sai de uma divisão. Está a trabalhar no escritório e vai parar para jantar? Então, desligue a luz. Esteja atento porque estes pormenores fazem toda a diferença.

Em divisões que são usadas por curtos períodos de tempo, use lâmpadas que não têm que “aquecer”. Esta informação está na embalagem.

Se conseguir reunir a sua família em apenas uma ou duas divisões da casa, tanto melhor. Quanto menos divisões estiverem a ser usadas, melhor para poupar luz.

Para maximizar a poupança, use velas. As velas criam um ambiente acolhedor, romântico e intimista. Enquanto está na sala a ver televisão, pode ter apenas as velas a iluminar o ambiente. Não considera esta ideia prática? Experimente-a duas ou três vezes por semana para se adaptar. Note-se que as velas não devem ficar sem vigilância, muito menos em espaços com crianças pequenas.

​3. Desligue os aparelhos que não está a usar

by Homestories Скандинавський

Sabia que os aparelhos que estão ligados à tomada estão a consumir energia mesmo que desligados? Por outro lado, não é prático todos os dias estarmos a desligar e a ligar tudo. A nossa sugestão é que use uma ficha múltipla com interruptor onde possa ligar três ou mais aparelhos e, assim, basta desliga-la em vez de estar a desligar um por um. O computador portátil, que tanto faz parte do nosso dia-a-dia, também não precisa de estar sempre ligado à tomada. Ter os computadores permanentemente ligados é um desperdício de energia e de dinheiro. O mesmo se aplica à televisão, aos sistemas de som e aos carregadores dos telemóveis, utensílios de cozinha, secadores, entre outras coisas.

​4. Aposte em reguladores de intensidade

Como o próprio nome indica, os reguladores de intensidade permitem regular a intensidade libertada pelas lâmpadas. Para além de úteis – já que pode controlar o nível de luz que quer em determinado espaço e num momento concreto -, os reguladores também lhe permitem poupar electricidade e, por consequência, dinheiro ao fim do mês.

​5. Não deixe aparelhos em stand-by

Sabia que os aparelhos em stand-by gastam 12% da luz da casa? Aquela pequena luz vermelha que fica no canto da televisão, por exemplo, significa que ela está em stand-by (modo de espera) e que pode inclusive gastar mais do que durante o uso. Estes ladrões silenciosos de energia devem ser desligados. Não se esqueça que, as supostas pequenas coisas, quando acumuladas, podem ter um impacto considerável ao fim do mês.

​6. Confira a etiqueta de classe energética dos electrodomésticos

Todos os electrodomésticos têm a chamada etiqueta energética com uma escala energética que vai do D – menos eficiente – à classe A+++ – a mais eficiente. A etiqueta mostra um gráfico piramidal muito fácil de ler. Cada classe tem uma cor diferente que vai do vermelho ao verde. A pirâmide indica a classe energética do equipamento, ou seja, o desempenho do mesmo em relação ao gasto de energia. É preferível pagar mais por um electrodoméstico energeticamente eficiente e poupar, todos os meses, nas facturas de água e luz.

​7. Tenha cuidado com o frigorífico

O frigorífico é imprescindível, mas consome imensa energia. Não podemos viver sem ele, mas podemos ter alguns cuidados como por exemplo não colocá-lo ao pé de uma fonte de calor ou num sítio com boa exposição solar. Evite ter o frigorífico sempre no máximo e descongele-o regularmente visto que o gelo aumenta o consumo do electrodoméstico. Mais uma vez, tenha em atenção a etiqueta energética aquando da compra do frigorífico.

​8. Use com ponderação a máquina de lavar louça

Para as famílias grandes e/ou que fazem muitas refeições em casa, a máquina de lavar louça é uma grande aliada. No entanto, deve utilizá-la num programa económico (entre 50ºC a 55ºC) em vez de no programa normal (65ºC), o que diminuirá o consumo de energia em cerca de 25%. A excepção será apenas para quando tiver louça que precise de uma lavagem intensiva. De resto, use a máquina apenas quando estiver cheia.

​11. Instale equipamentos de medição e controlo

Descubra o que é que está a consumir mais energia em sua casa. Compre um medidor de consumo e controlador de energia eléctrica para o efeito. Os medidores de energia monitorizam e analisam toda a energia consumida através da descarga de dados para o seu computador. Depois, através de um software de dados, conseguirá analisar o seu consumo eléctrico. É muito possível que descubra que um aparelho ou electrodoméstico que raramente usa está a consumir imensa energia desnecessariamente! Estes equipamentos são instalados junto ao contador de electricidade.

​9. Controle o uso do forno

by homify Кантрi

Os fornos antigos consumiam mais energia do que os modernos que já vêm equipados com sistemas de ventilação eficazes. Ainda assim, deve ter alguns cuidados ao utilizar este electrodoméstico. Em primeiro lugar, não esteja sempre a abri-lo enquanto cozinha. Cada vez que o fizer, vai perder calor e prolongar o tempo de utilização. Evite, também, o pré-aquecimento. Os fornos modernos aquecem rápido. É desnecessário ligá-los com muita antecedência. O seu forno tem a função grill? Use-a apenas quando for imprescindível porquanto a resistência consome até duas vezes mais. Por fim, mas não menos importante, evite instalar o forno ao lado de um frigorífico ou arca congeladora.

​10. Use com consciência a máquina de lavar roupa e a máquina de secar roupa

Não faça máquinas de lavar roupa para lavar duas ou três peças. Deixe acumular a roupa suja para fazer uma máquina completa e use um programa rápido, a menos que a roupa esteja muito suja ou tenha nódoas difíceis.

A máquina de secar roupa não é um electrodoméstico indispensável na maior parte das vezes. Prefira um estendal e use a máquina de secar roupa apenas quando for estritamente necessário.

​12. Tomadas inteligentes: já ouviu falar sobre elas?

by Rita Paião - Homify

É distraído? Pois, nós percebemos! Mas, nada tema. Temos a solução para si. Há soluções super inovadoras para quem anda sempre de cabeça no ar desde tomadas inteligentes que se desligam quando os equipamentos estão desligados há muito tempo a carregadores que se desligam assim que os aparelhos dão sinal de estarem completamente carregados.


Se, ainda assim, os gastos energéticos continuarem a ser avultados, contrate um electricista para avaliar o problema.


Recomendado:
- Uma família remodelou a casa para economizar dinheiro e electricidade

by Casas inHAUS Сучасний

Потрібна допомога з проектом оселi?
Зв'язатися!

Відкрийте для себе натхнення!