5 decisões para um guarda-roupa perfeito

Запросити цiну

Неправильний номер. Будь ласка, перевірте код країни, префікс та номер телефону
Натиснувши Відправити, я підтверджую, що прочитав Політика конфіденційності і погодився, що моя вищезазначена інформація буде оброблена, щоб відповісти на мій запит.
Примітка. Ви можете скасувати вашу згоду, надіславши по електронній пошті privacy@homify.com, яка буде діяти на майбутнє.

5 decisões para um guarda-roupa perfeito

Beti Beckenkamp Beti Beckenkamp
сучасний  by Voice Tec srl, Сучасний
Loading admin actions …

6 entre cada 10 pessoas erram na escolha do guarda-roupa, se arrependem depois de montado e ficam com preguiça de trocar ou de vender pois é o maior móvel da casa e daria muito trabalho. Este é o resultado de uma pesquisa não-oficial e não-científica. 

A facilidade de compra de móveis por meio da internet, onde todos os modelos parecem perfeitamente enquadrados em quartos do tamanho daqueles que só se vê em novela, somado ao aumento significativo do consumo de roupas e acessórios – talvez pelas adoradas visitas à Miami – acaba levando o consumidor a uma compra errada. Para não encontrar-se com tamanho de menos, falta de espaço para a cama ou, ainda, com um companheiro de quarto que tenha uma cor que enjoa na primeira semana, o ideal é fazer um check list e levar em consideração os pontos abaixo.

Tamanho e quantidade de portas antes de pensar no resto

еклектичний  by homify, Еклектичний

Você sabe quanto seu quarto mede? Isso é um bom ponto de partida para definir até onde você pode ir no tamanho do seu roupeiro. Não necessariamente a quantidade de roupas e sapatos da casa é o que irá decretar a grandeza do armário. Com a constante redução do tamanho dos apartamentos nas cidades grandes é muito provável que, além deste móvel de armazenamento, outra opções devam ser consideradas por falta de espaço. São elas: camas com gavetões, armários voadores, prateleiras com larga profundidade e, até mesmo, mover o que não se está usando na estação para a garagem. Ademais, para quem sofre de falta de espaço, o tamanho do armário deve ser indiretamente proporcional ao tamanho da cama. Não é possível casar o desejo de dormir em uma cama de um metro e sessenta com um armário de seis ou oito portas.

Ainda para espaços pequenos, é importante verificar se a habitação possui paredes regulares ou se há algum canto que possa impedir a instalação de um móvel e reduzir o tamanho útil. A altura da mobília também deve ser otimizada neste caso: busque modelos que alcancem o total do pé direito do espaço – assim, nos lugares mais altos, poderá ser armazenado roupas de cama e edredons.

Para quem tem a felicidade de dormir em uma habitação com mais de 25m², então o desafio é outro: investir em um modelo que preencha o espaço, dê uma sensação de grandeza sem prejudicar a sensação de amplitude. Assim, modelos com linhas retas, portas espelhadas e com materias de tons planos é a melhor escolha. Ainda, modelos em formato de L podem oferecer um bom casamento com a cama ou com um home office dentro do quarto. Mais uma dica para fechar o planejamento do tamanho: portas de correr economizam espaço, enquanto portas de abrir podem prejudicar a passagem no ambiente.

Espaço interno e o cuidado com detalhes

Não é que seja necessário uma reunião de planejamento na casa ou até mesmo a construção de uma planilha de decisão, mas, antes de comprar o guarda-roupa é sim muito importante que seja limitado o uso dele e o seu propósito. Ao considerar o máximo de tamanho possível do móvel e o modelo que será escolhido, é chegado o momento de delimitar o que irá dentro dele. Se há homens na casa, que trabalham diariamente usando camisas, e mulheres, que possuem muitos casacos: não invista tanto em gaveteiros no espaço interno. 

Se a ordem é guardar toda a coleção de sapatos dos últimos 20 anos: busque um modelo que priorize pequenas entradas em formato de caixa como nos closets. Caso o armário também servirá para estocar para a próxima estação roupas de cama, casacos de inverno e aquele colchão de acampamento: compre algum com prateleiras altas e de grande profundidade. Uma coisa é certa: não invista em pequenos detalhes que nunca serão usados, neste caso, abra o olho com porta-cachecol e porta-gravatas se eles nunca terão uso. Já outros detalhes como luz interna ou acima da porta, no estilo spot, são tendências super bacanas.

Guarda-roupas modulares ou planejados

Buscando um toque profissional e um modelo para durar, talvez, o resto da vida? Um arquiteto de interiores ou um designer pode fazer um projeto que una as vantagens do cômodo com as necessidades específicas do dono. As opções diversas de portas de correr e puxadores inovadores são melhores aproveitadas quando o projeto é sob-medida. 

Ao escolher por peças modulares cuide com os aspectos funcionais que podem impactar a circulação no ambiente como a profundidade e abertura das portas.

Cores, tipos de materiais e os acabamentos são parte da personalidade

by Pia Estudi Середземноморський

MDP, MDF não são nomes de partidos políticos. Junto com a madeira maciça eles formam os materiais mais famosos dos roupeiros vendidos no Brasil. O MDP oferece mais durabilidade que o MDF e suporta mais peso. É muito provável que o guarda-roupa tenha os dois tipos ao mesmo tempo. Certifique-se que as prateleiras e as partes de sustentação são feitas do material mais resistente. Ainda, os dois permitem uma infinidade de acabamentos com a laca e o verniz. Assim, a madeira pode simular uma placa de granito ou até mesmo de cimento. Escolha a madeira maciça quando quiser uma aplicação vintage ou mais robusta no seu móvel – saiba também que este móvel costuma ser mais pesado.

Ao decidir pela cor, verifique a quantidade de entrada de luz no cômodo. Um espaço pequeno com pouca entrada de luz não pode nunca contar com as cores pretas e marfim ou a tendência é de o ambiente ficar ainda menor e mais escuro. Já essas cores mencionadas funcionam bem para uma proposta moderna e elegante de quartos de solteiros ou casais jovens. A cor clara é a melhor escolha na maioria dos casos, especialmente, para quem tem a mania de enjoar rápido daquilo que compra. Certifique-se também que a madeira escolhida foi tratada com produto anti-fungos e bactérias.

Renovar o que já existe para quem não se desapega fácil

сучасний  by Voice Tec srl, Сучасний

Mas o que fazer se o móvel já está montado e tenho um apego emocional por ele? Caso a madeira seja real é possível fazer um tratamento para ela ficar com cara de material de demolição. Tem bastante livre? Faça um curso de pátina ou aplicação de laca e ponha as mãos à obra. De qualquer maneira, abra bem as janelas e verifique o tempo de secagem da tinta. Talvez naquele dia o ideal seja dormir no sofá.

by Casas inHAUS Сучасний

Потрібна допомога з проектом оселi?
Зв'язатися!

Відкрийте для себе натхнення!